Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados.

goias sigosectec sigo


A Rede Goiana de Inovação (RGI), constituída por instituições de ensino e pesquisa, pelo poder público e por empresas do setor privado em 2005, é uma pessoa jurídica de direito privado, sob a forma de Associação Civil com fins não econômicos, autonomia jurídica, administrativa, financeira e plena gestão de seus bens e recursos, e se rege pelas disposições contidas em Estatuto Social e Regimento próprios.

Objetivos e finalidades

Organizar, articular e promover o crescimento das incubadoras de empresas, Parques, Polos, Tecnópolis e quaisquer outras Instituições que comprovadamente tenham como objetivo o desenvolvimento e o fortalecimento de empreendimentos inovadores que busquem como resultado o crescimento econômico, social e desenvolvimento regional do Estado de Goiás;

Ações

Executar atividades, programas e projetos de pesquisa e desenvolvimento, bem como manter relacionamento de cooperação e intercâmbio técnico-científico com entidades nacionais, estrangeiras e internacionais, públicas ou privadas, mediante convênios, contratos e demais acordos pertinentes;

Prestar serviços de consultoria, assessoria e treinamento a Entidades públicas ou privadas, nacionais, estrangeiras ou internacionais, dentro das áreas de sua competência;

Realizar outras atividades por iniciativa própria ou em colaboração com outras Redes especializadas e instituições congêneres.

Como funciona

Qualquer pessoa que tenha um projeto inovador e que deseje abrir sua própria empresa pode apresentar propostas para análise das incubadoras associadas (de acordo com os editais das mesmas).

Empresas já existentes também podem candidatar-se a receber o apoio das incubadoras. Neste caso é preciso ter um projeto para melhoria ou desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Para participar, basta que entre em contato com as incubadoras e apresente sua proposta. Ela será analisada de acordo com os critérios de seleção definidos.

Cada incubadora de empresas tem seus próprios critérios para seleção de novos empreendimentos. Todavia, pode-se dizer que, em geral, elas analisam os seguintes pontos:

- Grau de inovação do produto ou serviço;

- Viabilidade econômico-financeira e mercadológica;

- Perfil empreendedor e qualificação técnica do proponente e da equipe envolvida no projeto;

- Interação do empreendimento com os objetivos e missão da incubadora;

- Produtos/processos que gerem empregos especializados;

- Contribuição com o avanço tecnológico;

- Condições de sobrevivência da empresa (recursos financeiros para iniciar o projeto).

  • SIGO - Sistema Goiano de Inovação

    Rua 82 s/n - Palácio Pedro Ludovico Teixeira - 2o. andar - Setor Sul
    CEP:  74015-908 - Goiânia - Goiás